FANDOM


Wiki_limpeza.png
ELIMINAR

Esta página será eliminada o mais rápido possível. Todos os artigos que estiverem com a predefinição eliminar serão eliminados o mais rápido possível. Nota: Esta página contém muitos erros ou não é necessária nessa wiki.

País do Céu

O País do Céu antes de ser destruído.

O País do Céu (空の国, Sora no Kuni) é um país caracterizado em Naruto Shippūden 2: Laços. Ele foi formado por ninjas de vários países que podiam moldar seu chakra em névoa, a fim de voar. Diz-se que eles lutaram na Segunda Guerra Mundial Shinobi e sua aldeia oculta foi destruída na guerra por Konohagakure por ter desafiado os Cinco Grandes Nações Shinobi, mas o país em si sobreviveu. Ele aparentemente tem uma boa reputação, já que Tsunade estava aterrorizada, porque os descendentes dos sobreviventes estavam atacando Konohagakure, que foi devastada por um ataque aéreo poderoso e inesperado. Shinnō é um membro proeminente desse país.

País do Céu 2

Os restos do País do Céu são reativados por Shinnō.

Depois de reunir chakra negro o suficiente de seu discípulo Amaru, Shinnō o utilizou para reviver o Reibi a fim de reativar a sede voadora do País do Céu, Ancor Vantian, com a intenção de destruir os Cinco Grandes Países Shinobi em vingança e dominação. A armada, de onde o ataque aéreo originou, foi caçada por vários ninjas de Konoha e destruída quando os insetos de Shino Aburame danificaram as estruturas, levando-a a desmoronar e ter todos os ninjas a bordo jogados no mar ou esmagados. Os remanescentes da frota foram completamente incinerados quando Shinnō lançou um feixe do Ancor Vantian como uma demonstração.

Com a derrota de Shinnō pelas mãos de Naruto Uzumaki e Sasuke Uchiha, o Reibi ficou frenético e devorou todos os ninjas do céu a bordo do templo, fazendo-o explodir e entrar em colapso. A fortaleza foi então completamente destruída quando Naruto usou múltiplos Dokonjō Rasengans para explodi-lo pedaço por pedaço, fazendo com que os restos caíssem no oceano, colocando assim um fim no País do Céu.

Tecnologia Editar

Assim como o País da Neve, o País do Céu parece ter a tecnologia mais avançada em comparação com as outras aldeias ninja. Isso inclui um dispositivo alado que permite voar, uma máquina voadora gigante com um laser e lançadores de kunai. Eles parecem incorporar seu ninjutsu com as máquinas voadoras. Além de bombas de papel, eles têm bombas mecânicas especiais com um raio maior de explosão.

Os terroristas que atacaram Konoha chegaram em cinco porta-aviões gigantes no mar para poderem lançar seus pilotos e eles poderem retornar para repor o chakra e armamento e foram liderados pelo segundo comandante de Shinnō. Eles estavam posicionados perto da costa a alguma distância de Konoha e o ataque foi calculado de modo que os soldados seriam capazes de manter o chakra o suficiente para recuar uma vez que eles gastassem a maior parte dele no ataque.

A base principal dos ninjas do Céu é um templo gigante chamado Ancor Vantian (アンコールバンティアン, Ankō Vantian; significa "Fortaleza do Império" (王の都の砦, Ō no Miyako no Toride)), o qual é descrevido como a "arma final da destruição" (究極の破壊兵器, Kyūkyoku no Hakaiheiki). Ele foi construído após muitas pesquisas e trabalho pelos Ninjas do Céu no passado e é alimentado pelo poder do Reibi, que permite que a cidade voe. Ele possuiu uma arma parecida com um laser na parte frontal, que foi forte o suficiente para acabar com uma montanha e varrer uma grande parte do oceano, acabando com a armada. Foi dito que esse laser era a arma final e que era capaz de destruir os Cinco Grandes Países Shinobi em um instante.

Curiosidades Editar

  • O nome "Ancor Vantian" é derivado do templo Angkor Wat, situado no Camboja.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória