FANDOM


Kawarama Senju

KawaramaSenju

Kawarama Senju

Estréia
Mangá Capítulo #624
Anime Naruto Shippūden Episódio #368
Aparece em Anime e Mangá
Informações Pessoais
Idade Parte II: 7
Estado Símbolo Falecido Falecido
Clã Símbolo Clã Senju Clã Senju
Família

Butsuma Senju (Pai)
Hashirama Senju (Irmão)
Itama Senju (Irmão)
Tobirama Senju (Irmão)
Tsunade (Sobrinha neta)
Nawaki (Sobrinho neto)

Kawarama Senju (千手瓦間, Senju Kawarama) foi um jovem shinobi do Clã Senju.

HistóriaEditar

Durante a era devastada pela guerra, antes da criação das vilas shinobi, Kawarama foi um dos shinobi muito jovem que foram colocados no campo de batalha para lutar e mais tarde viria a se tornar mais uma vítima das batalhas que sempre eram travadas. Quando uma parte do corpo de Kawarama foi recuperado, ele foi enterrado ao lado de outros companheiros mortos, em um caixão com o símbolo do clã Senju gravado sobre ele. Seus irmãos Hashirama, Tobirama, e Itama Senju lamentaram a perda de seu irmão, com Hashirama alegando que Kawarama tinha morrido por uma morte sem sentido e em uma idade tão jovem. Isso enfureceu seu pai, Butsuma, que bateu em Hashirama e disse que Kawarama tinha morrido como um shinobi de verdade.[1]

AparênciaEditar

Kawarama era um menino com cabelos crespos, de cor clara, olhos e sobrancelhas escuros. No lado direito de seu rosto também tinha uma cicatriz em forma de "x", e ele usava um traje simples que consiste de uma camisa de cor escura, e um haori de cor clara e enfeites de cor escura sobre ele.

CuriosidadesEditar

  • Kawarama (瓦間) é uma palavra japonesa referindo-se ao espaço entre duas telhas.

ReferênciasEditar

  1. Naruto capítulo 622, páginas 6-8

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória